Planejamento Estratégico 2025 - Desafios de Curto, Médio e Longo prazo

 

Conta Missões / Banco do Brasil – Ag. 2727-8 C/Cte. 11.411-1

  • Planejamento Estratégico - PE para dois mil e vinte e cinco:

  • a) Criação de cinquenta projetos, sendo trinta de sustento integral e vinte de sustento parcial, correspondendo a 40% (quarenta por cento) e a 25% (vinte e cinco por cento) respectivamente, do orçamento de 10% (dez por cento) da renda da igreja.

  • b) Orçamento: 25% (vinte e cinco por cento) será para projetos curtos, campanhas, e 10% (dez por cento) empregar-se-á em aquisições diversas.

  • Tipos de Missionários: em treinamento, de curto prazo, e o pleno. Pré-requisitos:

  • a) Tempo – 5 (cinco) anos de conversão, no mínimo, para iniciar o processo de envio.

  • b) Idade – maioridade simples, para o missionário em treinamento, e com projeto de curto prazo; 25 (vinte e cinco) anos, para o missionário pleno.

  • c) Formação eclesiástica e/ou acadêmica. Missionário em treinamento e de curto prazo: curso básico em teologia, devendo passar por uma avaliação. Missionário pleno: curso básico em teologia, e de missiologia, em ambos casos o Conselho Missionário avaliará a certificação do curso. Faz-se necessário, pelo menos, uma qualificação profissional e um curso de línguas.

  • d) Treinamento. Inicia-se com o Curso de Orientação Ministerial – COM. A parte prática, caberá ao conselho deliberar como agir, de acordo com o projeto a desenvolver.

  • e) Tempo probatório. Para o missionário pleno, 1 (um) ano.

  • Tipos de Sustento Financeiro: integral – mantido pela igreja sede, sai do caixa central; parcial – o missionário buscará outras alternativas de sustento e não somente da igreja sede.

  • Projeto Missionário: É de ambos, da igreja e do missionário, buscando atender, prioritariamente, o projeto da igreja e adequando a este, o do missionário. A igreja apoiará o projeto apresentado pelo missionário.

  • Projetos:

  • Evangelização;

  • Plantação de igrejas;

  • Apoio à igreja local.

  • Tipos de Sustento Financeiro: integral – mantido pela igreja sede, sai do caixa central; parcial – o missionário buscará outras alternativas de sustento e não somente da igreja sede.

  • Projeto Missionário: É de ambos, da igreja e do missionário, buscando atender, prioritariamente, o projeto da igreja e adequando a este, o do missionário. A igreja apoiará o projeto apresentado pelo missionário.

  • Projetos:

  • Evangelização;

  • Plantação de igrejas;

  • Apoio à igreja local.

Fazemos missões há mais de 40 anos